Transtorno de ansiedade: o que é

Mulher jovem com transtorno de ansiedade

Os transtornos de ansiedade são caracterizados por sentimentos de inquietação, dificuldade de concentração, tensão muscular e dificuldade em dormir de maneira difusa durante o dia a dia.

Outro aspecto que é importante ressaltar é a desproporcionalidade da resposta de ansiedade aos estímulos estressores, ou seja, pequenas situações que causam estresse já geram uma grande ansiedade.

O estresse é uma resposta natural do corpo perante a situações desafiadoras, causando diversas alterações físicas e emocionais, uma delas sendo a ansiedade.

Para o corpo, a ansiedade é útil, pois leva a um estado de desconforto e agitação que motiva a preparação para a situação estressante futura que, na natureza, seria a luta ou a fuga.

Nesse aspecto, podemos entender que a ansiedade relaciona-se a um medo racional ou irracional a uma situação futura. Muitas vezes isso é tão intenso, que a pessoa chega a antecipar os aspectos negativos da situação.

A ansiedade é uma função importante para a adaptação do indivíduo ao ambiente em que vive, o problema começa quando a ansiedade não é tratada, e acumula-se ao ponto de tornar-se tão intensa que impede a ação do indivíduo, sendo desproporcional ao estímulo causador ou é constante.

Através de uma série de sintomas descritos pelo DSM-5 é possível formar um diagnóstico de um transtorno de ansiedade, e consequentemente aumentando a probabilidade do desenvolvimento de transtorno do pânico e transtorno obsessivo compulsivo.

Esse tipo de diagnóstico tem se tornado cada vez mais comum, levando a um relatório publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que mostra que 9,3% dos brasileiros entrevistados sofrem ou já sofreram de algum tipo de transtorno de ansiedade. A ansiedade como um problema no dia a dia das pessoas tem tornado-se uma realidade global.

Como já citado, a ansiedade é causada pela exposição a situações estressoras, a história de vida do indivíduo, além de um fator genético. Apesar disso, esse aumento parece estar relacionado a fatores do cotidiano das pessoas, pouco equilíbrio entre a vida social e de trabalho, e mau manejo do estresse e da ansiedade.

Como muitas vezes ao falarmos de saúde mental, o melhor tratamento é a prevenção, é comprovado que algumas atividades são muito eficazes no controle da ansiedade. Dentre elas estão: prática de atividade física, respiração diafragmática, exercícios de meditação, ouvir música e manter uma alimentação saudável.

Se a prática dessas atividades não for suficiente no manejo da ansiedade, marque uma sessão de psicoterapia, juntos serão desenvolvidas estratégias para melhor enfrentar as situações estressantes e até mesmo como você interpreta as situações estressoras.

Ajude compartilhando...

Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
WhatsApp

Fale com a Psicóloga

Escolha a sua Sessão...

Sessão Presencial (São Paulo-SP)

A partir de R$ 250 *
por 01 sessão de 50 minutos

Olá! Precisando de ajuda emocional?